Preta e Estrangeira…./ Não posso voltar ….
Aos 14 anos vim para a Europa.
Fui posta numa casa com outras raparigas.
Obrigou-me a despir. E fez tudo, mas tudo o que quis de mim. Chorei, gritei, implorei. Nada.
Ele foi indiferente. Indiferente não. Sorria e os olhos brilhavam. Eram de vidro pensei. 
 >> saber mais